Pular para o conteúdo
Início Consórcio Como Funciona o Consórcio de Imóveis? Entenda !

Como Funciona o Consórcio de Imóveis? Entenda !

Muitas pessoas sonham em comprar o primeiro imóvel, seja para morar ou para investir. O consórcio de imóveis pode ajudar na hora de conquistar esse sonho. No Brasil, um a cada três imóveis comprados foram adquiridos por meio de um consórcio.

Publicidade - OTZAds

Além disso, investir em consórcio também pode ser utilizado como uma forma de construir ou reformar a propriedade em que vive. A seguir, confira detalhes sobre este assunto!

Publicidade - OTZAds

O consórcio de imóveis é uma boa opção para os que desejam investir ou adquirir um imóvel | Foto: Freepik

O que é consórcio? 

Basicamente, o consórcio é quando um grupo de pessoas interessadas se junta para financiar o imóvel, pagando parcelas mensais sem juros para a administradora e mais uma taxa de administração.

Em cada mês, um integrante é contemplado com a carta de crédito, que é repassada ao consorciado e o imóvel é adquirido.

Ao fim do processo, todos saem com a casa própria ou com o dinheiro na mão. A seguir, contaremos mais sobre como funciona o consórcio de imóveis, quanto tempo ele demora e quais são as vantagens.

Como funciona o consórcio de imóveis 

A pessoa interessada em participar do consórcio de imóvel vai adquirir uma cota para fazer parte do grupo. Cada integrante se compromete a pagar, por um período previamente definido, uma parcela mensal que corresponde a uma parte do valor do imóvel mais a taxa de administração. Esse pagamento, geralmente, é feito por meio de boleto e pode ser pago no banco ou em caixas eletrônicos.

Publicidade - OTZAds

Todos os meses, um participante do grupo é contemplado e recebe a carta de crédito com o valor necessário para fazer a compra, a construção ou a reforma do imóvel de seu interesse. A contemplação pode ocorrer de duas formas.

No sorteio, todos os consorciados concorrem com igualdade. Então, é sorteado um participante do grupo por mês. Ele pode ser acompanhado ao vivo, já que é transmitido pela internet. No caso de dar um lance, o participante pode aumentar a sua chance de contemplação. Ele oferta um montante na assembleia mensal e, caso seja o vencedor, o valor que foi ofertado é usado para diminuir o prazo do plano ou o preço da parcela.

Após a assembleia confirmar os vencedores do sorteio e do lance, o integrante fornece os documentos cadastrais e informa à administradora como a carta de crédito será usada.

Publicidade - OTZAds

O vencedor deve comunicar qual imóvel será comprado ou reformado, as informações do vendedor e os dados da propriedade.

Depois disso, a empresa do consórcio avalia o cadastro do consorciado e também o imóvel comunicado. Se a avaliação for positiva, é feito um laudo com a liberação do imóvel para garantir o saldo devedor da sua cota e, em seguida, o crédito é liberado para a compra do bem.

Quanto tempo demora o consórcio de imóveis 

Geralmente, o consórcio de imóveis dura de 10 a 15 anos. Contudo, esse tempo depende da contemplação, ou seja, de quando o consorciado recebe a carta de crédito para usar ao adquirir um bem.

De qualquer modo, os valores das parcelas são definidos previamente com a administradora. Assim, a parcela poderá ter um valor maior e o consórcio durará menos tempo. Quanto menor o valor da parcela, mais tempo o consórcio durará. Como dissemos, essa contemplação pode acontecer de duas formas.

Sorteio 

Nesse caso, o participante pode ser sorteado no primeiro mês do pagamento da parcela, como também no último. Depende, literalmente, da sorte. Pode acontecer logo no início ou no final, depois de pagar longas parcelas.

Lance 

Já nos lances, esse tempo pode diminuir. Quanto maior o lance ofertado, maior a chance de o participante ser escolhido. Dessa forma, mais cedo ele receberá sua carta de crédito.

7 vantagens do consórcio de imóveis 

O consórcio de imóveis é muito utilizado hoje em dia pelos brasileiros porque oferece inúmeras vantagens. Confira algumas delas, abaixo:

1. Isenção de juros 

Todos os consórcios, sejam de imóveis ou não, não cobram juros, diferente das outras modalidades de financiamento ou de compra que cobram altas taxas de juros. O consórcio é um investimento seguro e econômico. Apenas uma taxa de administração é cobrada no consórcio, distribuída nas parcelas durante todo o prazo de pagamento. Ela é bastante inferior se relacionada às taxas dos bancos.

2. Sem entrada 

Os consórcios de imóveis não cobram uma porcentagem antecipada, ou seja, não há entrada. Esse ponto é ideal para os que ainda não possuem o montante necessário para um valor de entrada. Essa vantagem é ótima para o planejamento financeiro pessoal.

3. Variedade e tranquilidade 

Cada vez mais as administradoras buscam garantir uma variedade de prazos e planos. Existem várias opções de valores das parcelas e de prazos para o pagamento. O interessado é que a pessoa pode escolher aqueles que melhor se encaixam nas suas necessidades. Essa variedade de opções permite um melhor planejamento financeiro. O dinheiro aplicado será um investimento futuro e as parcelas e os prazos podem ser estruturados de acordo com a realidade do comprador.

4. A contemplação pode ser acelerada 

Caso seja do interesse do consorciado, ele pode acelerar a contemplação e adquirir o bem mais rápido. Isso pode ser feito pelos lances na assembleia mensal. Quanto maior o valor do lance, mais chances de ele ser escolhido e mais rápido o interessado adquirirá a carta de crédito, o imóvel ou a reforma dos sonhos.

5. Liberdade no uso do crédito 

Quando o consorciado é contemplado, seja por sorteio ou por lance, ele recebe a carta de crédito. Esse valor pode ser usado do modo que a pessoa preferir, desde que seja relacionado a imóveis. As possibilidades são muitas: comprar, construir, reformar, adquirir terreno, imóvel comercial, imóvel residencial, novo, usado, dentre outras.

6. Sem burocracia 

Essa é uma característica popular do consórcio de imóveis. A proposta do consórcio é muito flexível e a análise de crédito é bastante facilitada. Não é necessário que o interessado comprove a renda para conseguir uma cota e fazer parte de um grupo de consórcio.

7. Segurança 

Por fim, As administradoras de consórcio são fiscalizadas por órgãos públicos e regidas por lei, garantindo maior segurança para os consorciados. O Banco Central do Brasil, desde 2009, tem autoridade para criar normas e fiscalizar as administradoras. Além disso, a lei nº 11.795/2008 rege os contratos entre os consorciados e as administradoras. Isso tudo para garantir segurança e credibilidade nas negociações relacionadas a imóveis.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.